Resenha Meu Coração e outros buracos negros



meu coração e outros buracos negros

Autora: Jasmine Warga
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 312

Sinopse: Em Meu Coração e Outros Buracos Negros,a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente  que aborda de forma aberta o suicídio e a depressão.Aysel enfrenta problemas com a família e na escola e planeja acabar com sua vida através de um site que promove "encontros" entre suicidas e lá encontra Roman que muda aos poucos sua perspectiva sobre ela mesma e sobre a sua vida,mas Roman ainda quer ir com seu objetivo até o fim e Aysel vai ter que lutar pela vida dele e pela dela mesma.

Aysel tem depressão que começou quando o pai dela foi preso por um crime bárbaro,ela achando que estava condenada pelos seus genes e com medo do que poderia se tornar,decide dar um fim na sua vida,para evitar que no futuro a genética que tanto a atormenta possa surtir efeito sobre ela.

"Há coisas na minha vida que fazem que eu me sinta sozinha,mas nada me faz sentir mais isolada e aterrorizada do que a voz na minha cabeça"

Através de um site para suicidas o "Passagens tranquilas" ela conhece Roman um garoto desolado pela culpa,e os dois se unem a princípio para concretizar o plano de suicídio,para dividir o peso dessa decisão,mas o universo é engraçado e começa a monstra a Aysel que a teoria da relatividade de Einstein não se aplica somente ao universo,mas também se aplica a vida.

"Talvez todos tenhamos a escuridão dentro de nós,e alguns de nós sejam melhores em lidar com ela do que outros"

Confesso que a princípio não é uma leitura fácil,ela aborda os tema depressão e suicídio de forma honesta e cru,sem idealismo e sem hipocrisia,eu gostei do livro faz você ver sua realidade  sobre uma perspectiva diferente,pois as vezes nos vemos em frente de situações que aparentemente não temos escolhas,mas acredite,nós sempre temos porque a vida é nossa e nós que escolhemos por onde a levaremos por mais que seja difícil há sempre outros caminhos pra escolher.

"As vezes imagino que meu coração é como um buraco negro- tão denso que não há espaço para luz,mas isso não significa que não possa me sugar pra dentro dele".

 Aysel só enxergava uma saída para os seu problemas ela tinha tanto medo de ser igual ao pai que não conseguia ver que na verdade ela não era.Eu gosto de pensar que todos nós somos um universo a parte então nossos pais e nosso passado não precisam influenciar o que nós seremos se não permitimos.

"Meu corpo é uma máquina eficiente de matar pensamentos felizes"

Depois de muito tempo deixando seu passado comandar e determinar  seu futuro Aysel começa a perceber que na verdade ela tem uma escolha e agora ela só tem que fazer a parte mais difícil,salvar a própria vida e a de Roman ou continuar com seu plano de acabar com tudo até o fim.

"Talvez tudo seja relativo,não apenas a luz e o tempo,como Einstein teorizou,mas tudo.Como a vida pode ser terrível e incorrigível até o universo mudar um pouco e o ponto de observação ser alterado e, de repente tudo parece mais suportável"

Na minha humilde opinião a autora poderia ter desenvolvido melhor os personagens da pra entender o que eles sentem,mas faltou um pouco mais de profundidade,porque a história é meio clichê e acaba muito rapidamente é aquele tipo  de história que parece não ter meio.No entanto não considero isso como um empecilho para gostar da história.
  
Eu gostei,porém também não recomendo pra todo mundo,na verdade acho que nem eu deveria ter lido rsrs,mas fui de curiosa e teimosa,não me fez mal,porque como eu disse é um livro um pouco raso,mas talvez possa fazer mal a alguém que já esteja com o emocional abalado.


Bom é gente isso espero que tenham gostado da resenha, deixem nos comentários o que acharam desde já agradeço pelo tempo um beijão.

Postagens mais visitadas deste blog

A vida e outras coisas

O monstro da procrastinação

A menina guerreira